Resenha: O oceano no fim do caminho

2014-07-12 20.54.31

Nunca gostei tanto de um livro com elementos fantasiosos como gostei de O oceano no fim do caminho (♥). Tinha muita vontade de ler algum livro do Neil Gaiman, principalmente depois que assisti Coraline (animação inspirada no livro homônimo do autor), e agora que li o meu primeiro livro do Neil, declaro amor eterno. Ele soube estruturar muito (muito, muito) bem um livro de fantasia, atribuindo à cada personagem fantasioso, uma metáfora que nos faz refletir sobre infância/vida/tudo!

2014-07-12 20.55.25

2014-07-12 20.58.47

 O livro conta a história de um garoto sem nome (o que nos leva, inicialmente, a crer que se trata de uma obra autobiográfica) o qual vive no interior da Inglaterra. Seus pais passam dificuldades e, para obter uma renda extra, decidem alugar um quarto da casa para um minerador de opalas sul-africano que acaba perdendo muito dinheiro e decide se matar. Porém, ele não se mata em qualquer lugar, ele comete suicídio no carro da família do garoto. Antes de se matar, o minerador leva o carro até o fim da rua, e lá, encontramos a Fazenda Hempstock (que é cheia de seres fantasiosos e enigmáticos), onde moram três mulheres: Lettie, a Jovem Senhora Hempstock e a Velha Senhora Hempstock. E é por aí que toda fantasia começa.

O garoto é convidado à entrar para a fazenda, devido ao acontecimento. Com propriedade absoluta, Lettie e sua avó (a Velha Senhora Hempstock) comentam sobre os últimos momentos do falecido, seus pensamentos, o que ele tinha feito, etc. (o que deixa o garoto – e nós, leitores – super indagados hehe). Depois dessa morte, começa acontecer uma série de problemas na região, e eles têm que tentar resolver o problema.

Foi impossível parar de ler, a cada acontecimento eu me via mais e mais envolvida com a história e com o garoto. Neil Gaiman é tão incrível, que conseguiu colocar no papel, de uma forma inimaginável, tudo o que nós sentimos, tudo o que nos cerca. Tanto é que revivi uma boa parte da minha infância! E mais: me senti muito representada pelo protagonista, que é uma criança apaixonada por livros.

2014-07-12 20.57.47

 “- Ninguém realmente se parece por fora com o que é de fato por dentro. Nem você. Nem eu. As pessoas são muito mais complicadas que isso. É assim com todo mundo” – Lettie, página 129

2014-07-12 20.53.07

 “- Eu disse que manteria você em segurança, não disse? – perguntou Lettie.

-Sim.

-Prometi que não deixaria nada machucar você.

-Prometeu.

Ela completou:

-É só continuar de mãos dadas comigo. Não solte. O que quer que aconteça, não solte a minha mão” – página 52

2014-07-12 20.56.19

Alguém aí já leu? O que achou?

 Avaliação: 5/5

Onde Comprar?

Saraiva | Americanas| Submarino

Ler online: aqui!

Obrigada por tudo pessoal!

Sem título

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s